Em viagem, menino se perde e só reencontra família 70 anos depois

Seu Lau cresceu em um internato para menores sem família, em SP

Uma decisão tomada aos 13 anos, durante uma viagem de trem, mudou o curso da vida de Laudelino Martins da Silveira. Ele seguia da Bahia para São Paulo com o pai e um irmão quando resolveu passear durante uma parada, no Rio de Janeiro. Se atrasou e, quando chegou à estação, o comboio já tinha partido.

Segundo reportagem do G1, Silveira ficou 70 anos sem ver a família, por causa desse momento. Ele vagou pelas ruas de São Paulo durante dias, até ser levado para um abrigo. Cresceu em um internato para menores sem família. Enquanto isso, os parentes o procuravam e ele tentava achá-los também.

O site entrevistou a cuidadora do idoso Valdinéia Batista Guimarães, que conta que os parentes decidiram compartilhar a história do seu Lau, como ele é conhecido, na internet e, com a ajuda de um especialista, encontraram os familiares em Campinas, Adamantina e Pacaembu.

Um corte que seu Lau fez na mão quando criança em uma máquina de cana foi uma das provas que ajudou os parentes a se reconhecerem. A família então organizou uma festa de aniversário para Lau, que completou 83 anos recentemente.

Fonte: Metrópoles

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: