Ufal Arapiraca realiza análise de testes RT-PCR para Covid-19 em parceria com município

A Universidade Federal de Alagoas (Ufal) em Arapiraca está realizando, além dos testes de Covid-19 pelo método RT-PCR, a análise dos resultados. Uma equipe da Universidade, liderada pela vice-reitora Eliane Cavalcante, está recebendo as coletas enviadas pelo município e analisando os materiais nos laboratórios da Ufal no agreste alagoano. Há cerca de 25 dias Arapiraca não realizava os laudos de exames desta espécie, ficando na dependência da análise laboratorial hoje centralizada pelo Lacen ( Laboratório Central de Saúde Pública de Alagoas). Com a ação, a comunidade local está recebendo um importante suporte no campo da saúde pública neste momento de disseminação do novo coronavírus.

“Recebemos testes RT-PCR do governo federal e firmamos mais esta parceria importante com a Prefeitura de Arapiraca para apoiar o município diante desta demanda grande por testagem frente à pandemia da Covid-19. Esta é mais uma contrapartida de nossa Ufal a Arapiraca e a Alagoas. Como a demanda está muito grande, o Lacen acabava por ficar sobrecarregado, e por isso ofertamos este apoio ao povo arapiraquense. Montamos uma equipe com técnicos e docentes da Ufal e estamos entregando laudos de confiabilidade em até 48 horas. Este é um mutirão fundamental, que reforça a importância da Universidade e seu papel de estar sempre presente e atuante em prol de nossa gente”, disse a Eliane Cavalcanti.

Considerado o “padrão ouro” ou “padrão de referência”, o RT-PCR é o exame que identifica o vírus e confirma a Covid-19. Para isso, o teste busca detectar o RNA do vírus através da amplificação do ácido nucleico pela reação em cadeia da polimerase. As amostras são coletadas através de swabs (cotonetes) de nasofaringe (nariz) e orofaringe (garganta). A abordagem do exame, no momento, é do profissional de saúde que está atendendo o paciente no hospital, ambulatório ou consultório. Isso porque é preciso saber a fase da doença para a coleta da amostra.

Arapiraca e Maceió são os municípios com maior incidência de casos de Covid-19 a cada 100 mil habitantes no estado de Alagoas. A constatação faz parte do relatório do Observatório Alagoano de Políticas Públicas para Enfrentamento da Covid-19, da Ufal. Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) desta terça-feira confirmou mais 808 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 157.330 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 3.312 estão em isolamento domiciliar. Foram registradas 23 mortes em território alagoano nesta terça. Com isso, Alagoas tem 3.688 óbitos por Covid-19.

*Da assessoria

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: