Série B: CRB vence Guarani e não corre mais risco de cair

Faltando cinco rodadas para o final da Série B, os times têm os objetivos cada vez mais definidos. No jogo entre CRB e Guarani pela 34ª rodada, na noite desta segunda-feira (11), no Estádio Rei Pelé, em Maceió, não foi diferente. Na 6ª posição, com 48 pontos ganhos, o Guarani só estava interessado na vitória. Para o CRB, 13º com 43 pontos, o negócio era vencer para eliminar de vez qualquer possibilidade de queda à Série C.  

Com esse cenário, poderia se esperar um jogo muito equilibrado. E foi isso que aconteceu. Logo aos dois minutos, o atacante Luidy do CRB mandou um chute forte de direita na trave do Bugre. Aos sete, foi a vez do Guarani assustar o goleiro do Galo. Bruno Sávio mandou um chutaço de muito longe e o goleiro teve que se virar para evitar o primeiro da noite em Maceió. 

Logo na sequência, o Guarani chegou de novo com Bruno Sávio. Ele pegou de primeiro em um belo voleio, mas o goleiro defendeu. Aos 13, o atacante Pablo Dyego, do CRB, aproveitou o erro da saída de bola do Guarani, driblou três e bateu. A bola desviou e tocou na rede pelo lado de fora. 

Seguindo as chances de lado a lado, aos 25, o Guarani mandou uma bola na trave com Murilo Rangel. E, aos 28, Lucão do Break balançou o travessão do Bugre de Campinas. Parece que os times gastaram as forças depois disso e não ameaçaram mais no primeiro tempo.

Na volta, a busca pelo gol retornou também. Antes do primeiro minuto, Lucão já assustou o goleiro do Guarani. Aos 10, o lateral-esquerdo bugrino Bidu arriscou de muito longe. A bola passou perto. Aos 11, quase um golaço do CRB. Bill bateu de primeira de dentro da área e o goleiro dos paulistas encaixou.

Depois de tantas chances, finalmente veio o gol. E foi do CRB. O zagueiro Gum subiu mais do que todo mundo e mandou de cabeça para o fundo da rede aos 28. Aos 42, o atacante Bill fez o segundo e fechou o placar. 

Na quinta-feira (14), o Guarani, que estacionou em 6º com 48, visita o Cuiabá. E o CRB, em 9º com 46, vai jogar fora de casa contra o Operário no mesmo dia.

*Informações Uol

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: