Bolsonaro diz que se sentia como Elvis ou Michael Jackson em 2018

“Parecia que estava chegando lá o Elvis Presley ou o Michael Jackson”, disse o mandatário sobre a campanha presidencial nos estados

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Em entrevista à Jovem Pan de Itapetininga, de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (21/7), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que se sentia como Elvis Presley ou Michael Jackson durante a campanha eleitoral de 2018, por causa do assédio dos apoiadores.

Enquanto comentava sobre o pleito de 2018, no qual saiu vitorioso para a cadeira presidencial, o mandatário relembrou a campanha eleitoral.

“Antes da facada, eu já andava pelo Brasil. Eu comecei, na verdade, uma pré-campanha em novembro de 2014, após a reeleição da Dilma. Nós temos imagens, eu descendo, pousando e sendo recebido por milhares de pessoas. Em Manaus, foi uma coisa fantástica. Parecia que estava chegando lá o Elvis Presley ou o Michael Jackson”, vangloriou-se Bolsonaro.

O presidente tem feito comentários sobre sua popularidade e se comparado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que deverá ser seu principal adversário nas eleições de 2022.

Na terça-feira (20/7), ao desacreditar as pesquisas eleitorais que apontam possível vitória de Lula nas eleições, Bolsonaro declarou que o petista não consegue comprar uma pinga sem ser vaiado.

“Nós estamos fazendo de tudo para evitar problemas. Olha, o Datafolha diz que o Lula tem 49% e eu tenho 25%. Depois, no segundo turno, ele ganha de 60% de mim. Agora, eu ando pelo Brasil todo, sem problema. Ele não consegue comprar uma pinga no botequim que vai ser vaiado”, disse em entrevista à rádio Itatiaia.

Fonte: Metrópoles

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: