Anticoncepcional e cigarro causam mais coágulos do que vacina. Entenda

Risco de trombos para quem toma vacina da AstraZeneca é muito menor do que para quem usa contraceptivos ou fuma

Nas últimas semanas, a possibilidade de desenvolvimento de coágulos após a administração da vacina de Oxford/AstraZeneca tem preocupado a população. Com medo de ter uma trombose decorrente da aplicação do imunizante, muitos deixaram de procurar o posto de saúde para tomar o medicamento.

O risco de desenvolver coágulos pós-vacina, no entanto, é muito pequeno. No Reino Unido, por exemplo, onde mais de 28 milhões de pessoas já foram vacinadas com o imunizante, ocorreram 242 casos e 49 óbitos registrados pelo MHRA, a agência reguladora britânica. Segundo o órgão, são 10,5 casos a cada um milhão de pessoas que tomaram a primeira dose do imunizante.

A formação de coágulos na população em geral não é considerada raríssima. Segundo o CDC, dos Estados Unidos, a estimativa é que, por ano, uma ou duas pessoas a cada grupo de mil tenham coágulos sanguíneos. Além das pessoas com problemas de coagulação, a formação de trombos pode ocorrer fumantes (2,43 a cada grupo de 10 mil, estima a Universidade Sun Yat-Sen, na China) ou mulheres que usam anticoncepcional (3 a 9 em cada 10 mil mulheres que usam o método contraceptivo por ano, segundo o FDA). Em mulheres obesas, a incidência é de 2 casos a cada grupo de 10 mil, de acordo com a Universidade de Oxford.

Fonte: Metrópole

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: